Financiamento imobiliário de até R$1,5 milhão com o FGTS passa a valer a partir de hoje

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Conselho Monetário Nacional (CMN) decidiu antecipar a vigência da nova regra

A partir de hoje, o teto para financiamento imobiliário com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), através do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) passa a ser de R$1,5 milhão. A ampliação dos limites que, até hoje, eram de R$950 mil para imóveis em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília e de R$800 mil nos outros estados do país já havia sido anunciada em julho deste ano. O Banco Central decidiu antecipar a medida que estava prevista para entrar em vigor apenas em janeiro de 2019. A instituição acredita que o novo valor não causaria a necessidade de grandes ajustes nos sistemas das instituições financeiras.

Um dos benefícios do SFH é o oferecimento de juros reduzidos (12% ao ano mais Taxa Referencial), Para imóveis com valores acima do novo teto, continuam valendo as normas do Sistema Financeiro Imobiliário (SFI). Para Vicente Pellegrini, corretor associado da Colnaghi Imóveis com quase 20 anos de experiência no mercado imobiliário, a antecipação da vigência do novo teto vai auxiliar no aquecimento da economia em função do aumento do valor. “O financiamento imobiliário com recursos do FGTS é o mais em conta de todos. Por isso, o novo teto vai movimentar a venda desses imóveis que não se encaixavam no valor antigo”, explica o profissional.

Compartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário